- +
MUMFORD & SONS BRASIL


Mumford & Sons Brasil
Saíram as indicações do prêmio Billboard de música, que neste ano vai rolar no dia 18 de maio, direto de Las Vegas e com transmissão online aqui pelo E! Online Brasil. O Billboard Music Awards premia os maiores artistas do ano baseado na interação dos fãs com a música, incluindo vendas digitais, rádios, turnês, plataformas online como YouTube e VEVO, e outros fatores.

A banda foi indicada na categoria Top Rock Album, com Babel.

Saíram as indicações do prêmio Billboard de música, que neste ano vai rolar no dia 18 de maio, direto de Las Vegas e com transmissão online aqui pelo E! Online Brasil. O Billboard Music Awards premia os maiores artistas do ano baseado na interação dos fãs com a música, incluindo vendas digitais, rádios, turnês, plataformas online como YouTube e VEVO, e outros fatores.



A banda foi indicada na categoria Top Rock Album, com Babel.





Mumford & Sons Brasil
Marcus Mumford, Jim James do My Morning Jacket, Elvis Costello, Taylor Goldsmith do Dawes, Rhiannon Giddens do Carolina Chocolate Drops, e T-Bone Burnett se uniram para darem voz a 24 letras de Bob Dylan que foram recentemente descobertas.


As letras em questão datam de 1967, mesmo período da gravação do icônico The Basement Tapes do Dylan. O projeto, que foi executado com a aprovação de Bob Dylan, contará com um álbum de estúdio e documentário.


O álbum, chamado Lost On The River: The New Basement Tapes, será lançado no final deste ano através da Eletromagnetic Recordings / Harvest Records. As sessões de gravação, que estão ocorrendo no Capitol Studio, em Los Angeles, estão sendo filmadas para um documentário dirigido por Sam Jones, Lost Songs: The Basement Tapes Continued, que irá ao ar pela Showtime nos EUA.

Marcus Mumford, Jim James do My Morning Jacket, Elvis Costello, Taylor Goldsmith do Dawes, Rhiannon Giddens do Carolina Chocolate Drops, e T-Bone Burnett se uniram para darem voz a 24 letras de Bob Dylan que foram recentemente descobertas.



As letras em questão datam de 1967, mesmo período da gravação do icônico The Basement Tapes do Dylan. O projeto, que foi executado com a aprovação de Bob Dylan, contará com um álbum de estúdio e documentário.



O álbum, chamado Lost On The River: The New Basement Tapes, será lançado no final deste ano através da Eletromagnetic Recordings / Harvest Records. As sessões de gravação, que estão ocorrendo no Capitol Studio, em Los Angeles, estão sendo filmadas para um documentário dirigido por Sam Jones, Lost Songs: The Basement Tapes Continued, que irá ao ar pela Showtime nos EUA.



Mumford & Sons Brasil
Hoje, 16 de fevereiro, às 19h (horário de Brasília) Marcus Mumford será o convidado especial do programa Communion Presents da XFM.

Se você perdeu, ou quer ouvir novamente, o programa já está disponível no site da rádio!

Hoje, 16 de fevereiro, às 19h (horário de Brasília) Marcus Mumford será o convidado especial do programa Communion Presents da XFM.



Se você perdeu, ou quer ouvir novamente, o programa já está disponível no site da rádio!

2 months ago 1 note


Mumford & Sons Brasil
As grandes ambições da Communion Records,
por Jeff Oloizia

Terça-feira passada, Ben Lovett, nascido em Londres, morador de Nova York, co-fundador da gravadora e empresa de eventos Communion, andava tranquilamente pelo Rockwood Music Hall no  Lower East Side de NYC, antes que o lugar ficasse lotado de gente. “Isso me faz sentir meio velho”, disse o jovem de 27 anos de idade. “Quando você tem 19 anos, parece que você tem uma espécie de energia ilimitada.” Ele tinha essa idade em 2006, quando lançou a Communion na sua forma mais primitiva; como um clube noturno em Notting Hill, Londres. Um ano depois, ele também co-fundou a banda de folk-rock Mumford & Sons, que logo se tornou um rolo compressor de turnê vencedor de Grammy. Enquanto isso, Communion evoluiu para promotora de eventos gigante e lançadora de tendências musicais com presença em Londres e Nova York.


Em 2013, Lovett expandiu o alcance da sua gravadora, lançando a série Communion Club Night, inspirado pelas origens humildes da marca, em nove cidades dos Estados Unidos. O objetivo é colocar uma ampla gama de artistas juntos sob o mesmo teto intimista. O maior nome em Rockwood foi o soulful cantor e compositor britânico Michael Kiwanuka. Ele e seu amigo de Londres, Marcus Foster, que foram uma das primeiras contratações da Communion, deram ao evento uma aura de “noite de reunião” ao evento, como Lovett colocou.


Mas os outros artistas da noite, a maioria convidados locais, caracterizaram o objetivo de Lovett de focar nos artistas emergentes. Havia King Holiday, uma banda autoentitulada “astro-soul” de Bed-Stuy; Michael Daves, um “dedos nervosos” dos Apalache, e Dawn of Midi, um trio de jazz do Brooklyn, que dedicou seu set de 45 minutos a apenas uma música.


Lovett lançou primeiramente uma divisão da Communion com o colega músico Kevin Jones (Den Bear) e o produtor musical Ian Grimble (Maniac Street Preachers, Travis) em 2009. A novidade sobre a cuidadosamente escolhida lista de elenco se espalhou rapidamente. Lovett aponta para os cantores e compositores Ben Howard e Matthew and the Atlas, nome usado por Matthew Hegarty, como dois dos maiores sucessos da gravadora. “Quando Ben tocou pela primeira vez uma de nossas noites, ele foi o segundo de uma lista de seis pessoas”, disse Lovett sobre Howard, cujo álbum de estréia, “Every Kingdom”, foi finalista do prestigiado prêmio britânico Mercury Prize, em 2012. “Ele passou a vender 38 mil entradas em Londres apenas para a turnê desse álbum.”


Na construção de seu negócio, Lovett e seus sócios fizeram questão de cultivar seus músicos. Nos primeiros dias em Notting Hill, Communion chamou atenção pagando seus músicos antecipadamente - uma prática essencialmente inédita no meio underground. Fiel ao seu nome, a gravadora continuou a alimentar o espírito de colaboração entre seus artistas. Tal pensamento criou a “Communion’s Austin to Boston Tour” em 2012 - uma turnê de 12 paradas com 4 artistas viajando pelos Estados Unidos em Kombis antigas, com Lovett servindo de motorista, promotor e vendedor de merchandise. A turnê foi gravada para um documentário, que a Communion espera lançar este ano (um trailer pode ser visto aqui).


Lovett tem grandes ambições para o futuro de sua marca. No bar do Rockwood estava a Communion Curated, um mercado artesanal para que ele possa ter sua própria experiência no varejo. Ele também planeja fazer parceria com a Global Citizen, a base da plataforma de justiça social responsável pelo Global Citizen Festival do verão passado, no Central Park. Mas, por enquanto, ele é mais feliz apoiando as aspirações dos outros - o que parece ser o segredo para o sucesso da Communion. “Eu conversei com algumas pessoas hoje à noite que foram a todos os shows durante os três anos que estamos criando eventos em Nova York”, disse Lovett depois que a noite se acalmou. “Você pode notar quando um músico tem um sonho, e nós apenas tentamos ajudar da maneira que pudermos.”

As grandes ambições da Communion Records,

por Jeff Oloizia

Terça-feira passada, Ben Lovett, nascido em Londres, morador de Nova York, co-fundador da gravadora e empresa de eventos Communion, andava tranquilamente pelo Rockwood Music Hall no  Lower East Side de NYC, antes que o lugar ficasse lotado de gente. “Isso me faz sentir meio velho”, disse o jovem de 27 anos de idade. “Quando você tem 19 anos, parece que você tem uma espécie de energia ilimitada.” Ele tinha essa idade em 2006, quando lançou a Communion na sua forma mais primitiva; como um clube noturno em Notting Hill, Londres. Um ano depois, ele também co-fundou a banda de folk-rock Mumford & Sons, que logo se tornou um rolo compressor de turnê vencedor de Grammy. Enquanto isso, Communion evoluiu para promotora de eventos gigante e lançadora de tendências musicais com presença em Londres e Nova York.



Em 2013, Lovett expandiu o alcance da sua gravadora, lançando a série Communion Club Night, inspirado pelas origens humildes da marca, em nove cidades dos Estados Unidos. O objetivo é colocar uma ampla gama de artistas juntos sob o mesmo teto intimista. O maior nome em Rockwood foi o soulful cantor e compositor britânico Michael Kiwanuka. Ele e seu amigo de Londres, Marcus Foster, que foram uma das primeiras contratações da Communion, deram ao evento uma aura de “noite de reunião” ao evento, como Lovett colocou.



Mas os outros artistas da noite, a maioria convidados locais, caracterizaram o objetivo de Lovett de focar nos artistas emergentes. Havia King Holiday, uma banda autoentitulada “astro-soul” de Bed-Stuy; Michael Daves, um “dedos nervosos” dos Apalache, e Dawn of Midi, um trio de jazz do Brooklyn, que dedicou seu set de 45 minutos a apenas uma música.



Lovett lançou primeiramente uma divisão da Communion com o colega músico Kevin Jones (Den Bear) e o produtor musical Ian Grimble (Maniac Street Preachers, Travis) em 2009. A novidade sobre a cuidadosamente escolhida lista de elenco se espalhou rapidamente. Lovett aponta para os cantores e compositores Ben Howard e Matthew and the Atlas, nome usado por Matthew Hegarty, como dois dos maiores sucessos da gravadora. “Quando Ben tocou pela primeira vez uma de nossas noites, ele foi o segundo de uma lista de seis pessoas”, disse Lovett sobre Howard, cujo álbum de estréia, “Every Kingdom”, foi finalista do prestigiado prêmio britânico Mercury Prize, em 2012. “Ele passou a vender 38 mil entradas em Londres apenas para a turnê desse álbum.”



Na construção de seu negócio, Lovett e seus sócios fizeram questão de cultivar seus músicos. Nos primeiros dias em Notting Hill, Communion chamou atenção pagando seus músicos antecipadamente - uma prática essencialmente inédita no meio underground. Fiel ao seu nome, a gravadora continuou a alimentar o espírito de colaboração entre seus artistas. Tal pensamento criou a “Communion’s Austin to Boston Tour” em 2012 - uma turnê de 12 paradas com 4 artistas viajando pelos Estados Unidos em Kombis antigas, com Lovett servindo de motorista, promotor e vendedor de merchandise. A turnê foi gravada para um documentário, que a Communion espera lançar este ano (um trailer pode ser visto aqui).



Lovett tem grandes ambições para o futuro de sua marca. No bar do Rockwood estava a Communion Curated, um mercado artesanal para que ele possa ter sua própria experiência no varejo. Ele também planeja fazer parceria com a Global Citizen, a base da plataforma de justiça social responsável pelo Global Citizen Festival do verão passado, no Central Park. Mas, por enquanto, ele é mais feliz apoiando as aspirações dos outros - o que parece ser o segredo para o sucesso da Communion. “Eu conversei com algumas pessoas hoje à noite que foram a todos os shows durante os três anos que estamos criando eventos em Nova York”, disse Lovett depois que a noite se acalmou. “Você pode notar quando um músico tem um sonho, e nós apenas tentamos ajudar da maneira que pudermos.”





Mumford & Sons Brasil
A Recording Industry Association of America nomeou os mais recentes artistas a alcançarem singles e álbuns de ouro e platina. Dentre todos artistas, a banda foi a ÚNICA a alcançar álbum de MULTI-PLATINA por Sigh No More, pela Glassnote Records!

A Recording Industry Association of America nomeou os mais recentes artistas a alcançarem singles e álbuns de ouro e platina.

Dentre todos artistas, a banda foi a ÚNICA a alcançar álbum de MULTI-PLATINA por Sigh No More, pela Glassnote Records!



Mumford & Sons Brasil
A banda e sua equipe foram indicadas em duas categorias do 56º GRAMMY AWARDS: * BEST MUSIC FILM - The Road to Red Rocks Nicolas Jack Davies & Frederick Scott (Diretores de vídeo) Dan Bowen (Produtor de vídeo) * BEST BOXED OR LIMITED EDITION SPECIAL PACKAGE - The Road to Red Rocks (Special Edition) Ross Stirling (Diretor de arte) O 56º Grammy Awards acontece no dia 26 de Janeiro de 2014.

A banda e sua equipe foram indicadas em duas categorias do 56º GRAMMY AWARDS:

* BEST MUSIC FILM - The Road to Red Rocks
Nicolas Jack Davies & Frederick Scott (Diretores de vídeo)
Dan Bowen (Produtor de vídeo)

* BEST BOXED OR LIMITED EDITION SPECIAL PACKAGE - The Road to Red Rocks (Special Edition)
Ross Stirling (Diretor de arte)

O 56º Grammy Awards acontece no dia 26 de Janeiro de 2014.